Você está aqui:  Início  > Recursos  > Planeamento Loures
Recursos
Nível de Ensino: Secundário
default.png

Planeamento Loures

Autor(a): Susana Sofia Nunes Maurício Dias

O presente trabalho enquadra-se no Programa Curricular de Geografia do 11º Ano de Escolaridade, no âmbito do tema “As áreas urbanas: dinâmicas internas”, nomeadamente, no que se refere aos instrumentos de Planeamento e Ordenamento do Território, dos quais fazem parte os Planos Municipais de Ordenamento do Território (PMOT). Esta experiência de aprendizagem é um Estudo Caso que para além do recurso base de toda a actividade – Google Earth – propõe a utilização de mapas digitais da InovMap, da aplicação interactiva da Câmara Municipal de Loures, do Instituto Geográfico do Exército e do Instituto Geográfico Português.

Pretende-se que sobrepondo vários layers, seja possível criar uma base de dados cujo cruzamento permita caracterizar o território e assim decidir as infra-estruturas que o irão ocupar, tendo em vista um planeamento sustentável que valorize o património natural e paisagístico e, simultaneamente, minimize o impacte e/ou risco natural associado a esse território. Com efeito, a proposta de trabalho promovida pelo guião, tem como intuito a projecção do aluno para o mercado de trabalho, simulando a sua função como técnico de uma câmara municipal, a quem é proposto a delimitação de um dado território, a sua caracterização e o seu planeamento. Para a delimitação e caracterização, os alunos têm de criar um ficheiro KMZ onde apresentem os vários mapas sobrepostos na base do Google Earth e para a apresentação das decisões inerentes ao planeamento, devem utilizar esse ficheiro para fundamentar as decisões, bem como criar indicadores de lugar sobre cada terreno analisado aos quais façam corresponder o nome da infra-estrutura, uma fotografia representativa do lugar e um pequeno vídeo sobre o mesmo. Ao longo de toda a actividade, são colocadas questões de interpretação/orientação dos documentos visualizados de forma a obter as informações necessárias à criação da base de dados de cada terreno, imprescindível às decisões de planeamento.